domingo, 30 de dezembro de 2007

Ano Novo, Vida Nova?!

Desde sempre me lembro de gostar muito desta época do ano. O balanço que se faz do ano que passou e a esperança que se coloca no novo ano que começa. O meu ano fui tudo menos calmo e pacato. Neste ano de 2007 consolidaram-se as mudanças que se iniciaram no final de 2006. Foi o ano do corte com o passado, com o amor obsessivo do passado, foi ano em que aprendi a gostar de mim e a respeitar-me a mim própria, foi o ano em que aprendi a viver sozinha comigo própria e a aprendi a apreciar a minha própria companhia. Neste ano voltei-me para o que é verdadeiramente importante, a família e os amigos. Quando tudo desaba a família e os amigos verdadeiros permanecem para nos ajudar a manter de pé. Este foi, apesar de tudo, um ano bom e feliz porque estou viva e, continuo, a amar a vida, com tudo o que ela me dá, com todas as minhas forças. Foi o ano em cresci e, hoje, sou uma pessoa muito mais rica do que era há um ano atrás porque o que não nos derruba só nos torna mais fortes. Daqui para a frente coloco a minha esperança neste ano que começa, que seja mais um ano de crescimento, que seja mais um ano em que eu consiga descobrir os raios de sol mesmo no meio do céu nebuloso. Dentro de mim nascem desejos secretos para o ano de 2008 mas ficam só para mim.

1 comentário:

crocodilo escarlate disse...

não procures a felicidade, vais enganar-te sempre... ela é que te encontra a ti...
não é comentário ao post, mas até pode ser que aconteça neste ano novo, pode ser que tenhas uma vida nova...

Também poderá gostar de

Related Posts with Thumbnails