domingo, 29 de novembro de 2009

Assim... nebulada

Nos últimos dias, tenho andado um bocadinho como o tempo... muito nebulada.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Bloggincana - Mês de Novembro.

Este mês deixei-me atrasar no desempenho da tarefa proposta pela BlogGincana. Os criadores desta ideia propuseram escolher até três blogs que considere bons e que não se tenham inscrito em nenhuma das BlogGincanas anteriores, destaque os temas tratados e ilustre sua postagem/tarefa com pelo menos uma imagem de cada um deles. Ora logo se percebe que a tarefa não é fácil. Por isso mãos à obra...




O título deste blog é delicioso e foi pelo título que me deixei cativar. Já visito este blog deste Março de 2008 se não me falha a memória. O seu autor publica um post todos os dias, religiosamente. Não há um tema único. Umas vezes fala das suas peripécias no surf ou dos passeios e viagens que faz e dos filmes que vê. Outras vezes fala dos acontecimentos futebolísticos e políticos, das notícias que surgem na comunicação, enfim, da actualidade. Nota-se que é uma pessoa informada e que se preocupa em seleccionar, sobre determinado assunto, só aquilo que é essencial o que nos abre o apetite para irmos à procura de mais informação. Assim vai dando espuma aos dias que passam...




Este blog descobri muito recentemente. Mais um título delicioso... A sua autora vive nos Açores, ou melhor, nas Ilhas de Bruma como ela chama ao Arquipélago. Em comum, temos a idade e a profissão logo aí fui-me habituando a dar uma espreitadela aos seus post. Almofariza da vida, da filha, da cara-metade, da família, do trabalho, do ginásio e mostra as imagens maravilhosas da sua ilha. E tem uma maneira muito própria de contar as histórias da sua vida já que muitas vezes dou por mim a sorrir (ou mesmo a rir) com as suas peripécias. E fico com imensas saudades dos poucos dias que passei nas Ilhas de Bruma e com imensa vontade de voltar lá...



A autora chama-se Vanity, como não podia deixar de ser. Este é um blog para falar de vaidades, da essência de ser mulher, de amores e paixões, de amizade, das pessoas que se vão cruzando no seu caminho. A maior parte dos post são positivos, sorridentes, puxam-nos para cima. No entanto há dias em que a Vanity também nos fala de coisas mais tristes e nos alerta para o cuidado que devemos ter com a saúde para termos oportunidade de aprecir as coisas boas da vida de que a Vanity gosta tanto de falar. A Vanity faz ver a todos os seus leitores que não é defeito ser vaidosa, é sim uma qualidade da natureza feminina. Porque é bom e maravilhoso ser Mulher...
Não deixem de os visitar...

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Ontem ofereceram-me a lua

Ontem, tive a oportunidade de ver a lua como nunca a tinha visto, através de um telescópio. A imagem era, mais ou menos, como esta que encontrei na internet. Assim metade da lua escondida, como que envergonhada por ter uns quantos pares de olhos a observá-la. E ali estava ela, ali tão perto que quase lhe podia tocar com a mão. Foi uma sensação espectacular! para além da lua também se conseguiu ver Jupiter com 3 luas em alinhamento, um ponto de luz maior com mais 3 pontinhos. Também andámos à procura das estrelas e suas constelações mas estavamos numa cidade- E na cidade, com a ânsia de iluminarmos todos os cantos, "matamos" as estrelas. Uma das coisas que mais gosto no campo, ou numa aldeia ainda pouco iluminada, é olhar para o céu estrelado. Um fim de dia diferente e uma lição de astronomia. Adorei...



terça-feira, 24 de novembro de 2009

Crimes passionais


Uma das notícias da TSF diz respeito à diminuição do número de mulheres que foram mortas pelos seus companheiros (actuais ou antigos) em relação ao ano de 2008. No entanto já foram assassinadas 25 mulheres até ao mês de Novembro e nesta última semana já houve mais 5 casos. A UMAR (União de Mulheres e Resposta) afirma que estes números correspondem a metade dos observados no ano anterior mas as vítimas são cada vez mais jovens, a maioria tinha menos de 35 anos. Nunca percebi o que leva alguém a tirar a vida seja a quem for e ainda mais tirar a vida a alguém que já se amou. Quanto a mim se o amor, quando acaba, leva a um assassínio nunca foi amor, talvez uma obsessão, um sentimento de posse (se não és minha não és de mais ninguém) mas amor é que não é. O assassínio é a etapa final de um processo de violência doméstica que começa, talvez com uma bofetada, mas que vai sempre aumentando. As mulheres vão ficando, vão perdoando, vão retirando as queixas e assim, às vezes, quando se tentam libertar destas situações, assinam a sentença de morte. É inadmissível que hoje, século XXI, continue a haver violência doméstica e continue a não haver respeito pelas as mulheres. Não há razão para se continuar a viver uma relação violenta, a maioria das mulheres são, financeiramente, independentes e os homens, quando começam a ser violentos, não vão mudar, a tendência é sempre piorar. Já há organizações que ajudam mulheres nestas situações, é uma questão de procurar ajuda. E recorrer à justiça para não acabar num caixão.


O jornal Público também aborda este assunto de modo mais alargado. A violência doméstica, de acordo com a lei actual, é um crime público, qualquer pessoa que detecte uma situação destas pode apresentar queixa e a polícia já pode detectar sem ser em flagrante delito. Logo já não se pode dizer "entre marido e mulher não se mete a colher". A violência doméstica diz respeito a todos.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Férias...

... para arrumar gavetas, armários e por aí fora. É verdade, tirei uns dias para arrumações mas até agora não fiz grande coisa de útil. Esta manhã, em vez de estar a dormir para descansar do domingo de trabalho, estive a ler e a brincar de "agricultora" no farmville. Agora de tarde saí para umas compras no supermercado e um passeio à beira rio (muito bem acompanhada). Para além de pôr a máquina a lavar não fiz mais nadinha, nadinha. O problema é que não tenho vontade nenhuma. O que me apetece mesmo é apreciar o meu sofá...

Facebook e Farmville

Aqui há tempos abri uma conta no Facebook só para ver como era. Durante uns tempos não liguei nenhuma mas ontem publiquei uma foto e andei a viajar por lá. Comecei uma modesta horta em Farmville, encontrei alguns conhecidos e por lá ando... O problema é que ainda não percebi como é que funciona mas sou muito esforçada lolol. A quinta é que é uma desgraça, bem me parecia que não tinha jeito nenhuma para a agricultura mesmo quando é virtual.

sábado, 21 de novembro de 2009

Irritação ocular

A última coisa que eu devia estar a fazer, esta tarde, era olhar para o computador. Os meus olhos andam irritados há dois dias o que me obriga a andar de óculos. E se eu detesto andar de óculos...

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Um dia em grande


Hoje foi um dia diferente... Como o meu amor não ia trabalhar hoje, aproveitei e tirei um dia de férias. De manhã aproveitei para ir utilizar o meu voucher para o spa de que já tinha falado aqui. De todas as hipóteses possíveis, optei por ir a uma spa relativamente perto da casa dele e escolhi uma massagem de relaxamento de corpo inteiro. Nunca tinha ido a um spa nem nunca tinha feito uma massagem. Sem dúvida que é uma experiência a repetir. O ambiente era acolhedor e tranquilo. A música suave, as velas, a luz difusa, os óleos e as mãos habilidosas da massagista a mimarem-me. Nunca uma hora passou tão depressa. E o meu corpo estava mesmo a precisar. A mente foi voando, voando... A vida stressante que levo precisava mesmo desta paragem. Nunca estou uma hora sem fazer nada (só a dormir) ou estou a trabalhar, ou estou a ler ou fazer qualquer coisa menos estar quieta, parada, relaxada...


Para não desperdiçar estas sensações fomos passear para a zona da Arrábida. Estivemos um bocadinho na praia. A temperatura estava amena, sentia no rosto uma brisa leve que vinha do mar e numa árvore próxima os pássaros cantavam. Outro óptimo momento do dia...


O almoço foi numa esplanada junto à foz do Sado, uma cataplana de tamboril. Ao fim da tarde consegui, finalmente, ir ver o filme do momento, 2012. Um filme muito fantasioso com efeitos especiais fabulosos mas até gostei. Cada vez estou mais convencida que um dia o mundo vai mesmo acabar e é a humanidade que vai acabar com ele...

terça-feira, 17 de novembro de 2009

domingo, 15 de novembro de 2009

Domingo de chuva...

Hoje a tarde não convidava a passeios na praia. Daí resolvemos ir ao cinema. O filme do momento não podia ser outro, 2012. E lá fomos nós rumo ao centro comercial mais próximo... Como seria de esperar, parque de estacionamento estava quase cheio. Saímos do carro directamente para a bilheteira e percebemos que tinha sido "uma viagem à Senhora da Asneira"... sala a 98% logo não havia 2 lugares para a sessão da tarde. Sendo assim, e como não nos apetecia esperar uma série de horas para a sessão da noite, desistimos. O filme ficou para outro dia. Para não perdermos de todo a tarde, demos uma volta pelas lojas. Realmente, centros comerciais ao fim de semana é para esquecer, ainda mais a menos de 2 meses do Natal... corredores cheios, crianças impacientes, até já lá estava o Pai Natal para tirar fotos e uma pista de gelo para as acrobacias dos mais pequenos.

É possível sonhar...

Quando temos uma ferida na pele é, na maior parte dos casos, fácil de tratar. Podemos limpar com soro, desinfectar com clorhexidina ou iodopovidona, pôr uma pomada com dexpantenol ou ácido fusídico, proteger com pensos e, em feridas mais complicadas, tomar um anti inflamatório e um antibiótico. E as feridas físicas lá se vão resolvendo... As feridas da alma são muito mais complexas, lavam-se com lágrimas e é difícil encontrar um cicatrizante eficaz. Também vamos arranjando uns pensos para as protegermos mas, regra geral, nunca fecham completamente. Há cerca de 4 anos as circunstâncias da vida provocaram-me uma ferida assim, profunda e que doeu muito e durante muito tempo. E eu fui aprendendo a viver com ela. Noutro momento terrível (o divórcio) até consegui ver o lado positivo dessa ferida. Ao longo dos anos fui-me convencendo que, mesmo com feridas, é possível ser feliz mesmo quando não conseguimos realizar tudo aquilo que fomos sonhando ao longo dos anos. Agora a vida pregou-me nova partida e vou ter que tirar as sucessivas compressas com que fui abafando aquela ferida. A partir de amanhã vou voltar a abrir um capítulo que pensava encerrado. E vou enfrentar tudo o que vier com cara alegre, espírito positivo, com a minha força e com a força do amor que me acompanha, acreditando que é possível... continuar a sonhar...

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Formação contínua

Todos os profissionais têm o dever de se manterem actualizados, ainda mais se, como eu, trabalham na área da Saúde. Não se pode pensar, quando se acaba o curso, "pronto, já sei tudo, não preciso de aprender mais nada". Quem tira esta conclusão está redondamente enganado e nunca será um profissional competente. No caso das ciências da saúde é primordial mantermo-nos actualizados porque a evolução é constante e porque as pessoas estão cada vez mais bem informadas e solicitam conselhos cada vez mais especializados. Até aqui tudo muito bem mas, se calhar, estas últimas semanas tenho exagerado nas acções de formação. Com a acção a que assisti esta noite já são duas esta semana, mais 2 no mês de Outubro e já tenho mais uma agendada para o final do mês. Eu estou sempre pronta para aprender mais, recordar e consolidar conhecimentos sempre com a intenção de desempenhar o melhor possível as minhas funções. Não consigo compreender as pessoas que se acomodam ao seu conforto, àquilo que sabiam e que era certo há 10, 20 ou 30 anos atrás. O mundo evolui tão depressa que temos que correr muito para o acompanhar. Não deveria ser necess+ario arranjar estratégias para obrigar as pessoas a manterem-se actualizadas, cada um deveria sentir esse desejo dentro de si e pensar que os nosso conhecimentos nunca são excessivos... é sempre possível saber mais para trabalharmos melhor...



(imagem retirada da internet)

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Férias de Inverno

Esta noite tenho feito algumas pesquisas para preparar as mini-férias de Inverno. Tem sido difícil chegar a um consenso como o meu companheiro de viagem (e da vida). Eu quero ir a Barcelona e ele quer ir a Berlim. Também já pensei em Viena, na Aústria. Para Berlim há uma grande desvantagem, não há voos directos logo são imensas horas de viagem. Já pensámos visitar a cidade alemã em que fizessemos escala, Frankfurt ou Munique, passar lá uma noite e seguir depois para Berlim. Barcelona tem a grande vantagem de ser muito mais perto. Eu adoro viajar mas quanto menos tempo estiver num avião... melhor. Todas as estas cidades devem ser interessantes logo torna-se ainda mais difícil optar.

(imagens retiradas da internet)

domingo, 8 de novembro de 2009

Dois aninhos


A minha linda afilhada M. fez, hoje, 2 anos mas eu é que recebi um presente. Ela disse "Madrinha S." à sua maneira, é verdade, mas disse e percebeu-se muito bem. E este foi um dos momentos mais emocionantes do dia. Isso e os seus maravilhosos sorrisos... A M. está a tornar-se uma menina encantadora excepto quando não lhe fazem a vontade. Nessas alturas torna-se numa pequena "fera". Parece-me que ela vai ser uma mulher cheia de personalidade...


Parabéns, minha princesa

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Mãe que chora...


Quando se trabalha na área da Saúde, temos que ir aprendendo a lidar com o sofrimento humano. Não sei como é que os médicos e enfermeiros conseguem enfrentar as situações mais dramáticas...

Uma das nossas utentes habituais está a passar um momento muito difícil. A única filha, de 50 anos, está gravemente doente em risco de ficar num estado vegetativo. Esta situação foge à ordem natural da vida. Os filhos é que costumam ver os pais adoeceram e não o contrário. Todas as vezes que a senhora vai à farmácia não consegue travar as lágrimas. E eu, que até nem simpatizava particularmente com a senhora, dou por mim com as lágrimas nos olhos. Também sou filha única e nem quero imaginar a minha mãe a passar por isto. Não tenho medo do meu próprio sofrimento nem da minha morte mas tenho pavor ao pensar que a minha mãe possa sofrer por mim. E, ainda gostava de aprender, a encontrar as palavras certas para confortar os meus utentes em sofrimento...

E...

... já vai cheirando a Inverno! A noite passada, quando regressava a casa, senti frio. Quase que não me lembrava como era a sensação!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O tempo corre...

Daqui a pouco menos que dois meses já este ano está a acabar. O tempo passa mesmo a correr... Há dias em que me parece que não vou ter tempo para fazer tudo o que ainda queria fazer. Há tantos livros para ler, tantas músicas para ouvir, tantas obras de arte para apreciar e tantos países para visitar. E o tempo não pára... Um dia acaba e o outro começa logo rapidamente, deixo-me dormir e já estou a acordar. Ainda o sábado começa e já é domingo à noite... e daqui a pouco já estou velha...

Também poderá gostar de

Related Posts with Thumbnails