segunda-feira, 12 de julho de 2010

E à terceira não foi de vez

A Holanda perdeu, pela terceira vez, uma final do Mundial. É triste... Mas há que reconhecer que a Espanha tem uma óptima selecção que sabe o significado de jogar em equipa e mereceram ganhar. Assim a equipa portuguesa até pode dizer:"ok, fomos eliminados pelos campeões do Mundo.". Achei curioso que a primeira notícia que ouvi esta manhã foi sobre o beijo emocionado e em directo de Iker Casillas à namorada, a jornalista Sara Carbonero. As imagens só vi à hora de almoço. Foi um dos momentos mais bonitos e divertidos da vitória espanhola. E merecido, afinal ela entrevistou-o uma série de vezes e tiveram que manter o nível profissional. Para além disso, Sara Carbonero foi acusada de distrair Casillas e ser causadora da derrota com a Suíça. O amor é lindo... Até no mundo do futebol.

1 comentário:

Dylan disse...

Agora que o Mundial de futebol terminou, importa reflectir sobre o significado que este acontecimento trouxe para o marginalizado continente africano que, apesar de um certo amadorismo, abriu definitivamente as portas para a organização de eventos de grande dimensão. Venceu a melhor equipa, aquela que desenha cada jogada como de uma obra de Gaudí se tratasse. Não deixa de ser irónico que, quando se fala da emancipação independentista da Catalunha, sejam os jogadores naturais desta província espanhola a fazerem a diferença, numa comunhão com bascos, andaluzes e madrilenos. Transpondo isto para a nossa realidade social, deveríamos deixar de lado as quezílias politico-partidárias e desportivas, e por uma única vez, trabalharmos em união pelo objectivo de tirarmos o país do estado deplorável em que se encontra.
http://dylans.blogs.sapo.pt/

Também poderá gostar de

Related Posts with Thumbnails