terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

112, Serviço de Emergência

Não sei se sabem mas quando ligamos para o serviço de emergência, o 112, somos atendidos, em primeiro lugar, pela polícia. Quando se trata de uma emergência médica, a chamada é orientada para o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU). É nesta fase que se tenta perceber a situação, se se trata de uma verdadeira emergência e quais são os meios necessários para prestar a assistência mais adequada. Isto tudo para dizer que já tenho ligado várias vezes para este serviço, já estou preparada para as perguntas que são feitas e entendo as razões porque são necessárias tantas perguntas. Agora eu não estava era preparada para esperar tanto tempo como esperei só para que a primeira pessoa atendesse a chamada, ainda antes de encaminhar para o CODU. Precisámos de ligar para o 112 porque tinhamos uma utente com queixas cardíacas e, nestes casos, todos os minutos contam. Nunca esperei tanto tempo (de 5 a 10 minutos). Eu sei que para quem liga, e aflita, o tempo parece sempre muito mas, como digo, já liguei mais vezes e isto nunca aconteceu. Será que reduziram o número de pessoas neste serviço?! Cortar despesa sim mas naquilo que é supérfluo mas agora cortar no Serviço de Emergência é um escândalo. Este país vai de mal a pior...

2 comentários:

Lúcia disse...

Pois... ou isso ou andavam na conversa. Há uns tempos mostraram na televisão uma conversa gravada no 112, viste?
Aquela telefonista foi desumanamente cruel. Parecia que ainda estava a gozar com a pessoa.

blue eyes disse...

Este é um país sem rei nem roque...
não sei onde vamos parar.

Também poderá gostar de

Related Posts with Thumbnails