quinta-feira, 8 de maio de 2014

Bring back our girls






As redes sociais estão repletas de imagens como estas, com protagonistas mais ou menos conhecidos. Trata-se de uma campanha para chamar a atenção para a situação que se vive no norte da Nigéria. Já são mais de 200 raparigas que estão desaparecidas depois de serem raptadas por gerrilheiros islamitas. Este grupo, chamado Boko Haram, não concordam que as mulheres tenham instrução daí ter raptado estas raparigas porque frequentavam a escola. Num vídeo, o líder dos Boko Haram, Abubakar Shekau, aparece a dizer que as vai vender porque o destino das mulheres é casar e não estudar. “Deus instruiu-me para as vender”Para além disso, as raparigas também se destinam a financiar a guerrilha já que os raptores as vendem como escravas ou para casarem com outros homens igualmente ordinários (para não lhes chamar coisa pior que isto é um blogue sério) como os raptores. Também estou em dúvida sobre de quem será o maior crime, os raptores ou as autoridades nigerianas que só agora começaram a divulgar o que se estava a passar e a pedir ajuda internacional. É que o grupo maior, de 223 raparigas, já foi raptado em meados do mês de Abril. Incompreensível! Ou talvez, não. Já se especula que o Presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan ,está muito preocupado com a reeleição do que com o destino das jovens estudantes.
É por estas e por outras que é preciso continuar a lutar pelos direitos das mulheres.

Também poderá gostar de

Related Posts with Thumbnails