segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Momento surreal do meu dia

Eu, atrás do balcão, e as minhas colegas ali à volta. Aproxima-se uma senhora que eu tinha atendido há uns dias quando estava de serviço e diz, com o ar mais natural do mundo:

- Olhe o meu marido tomou os medicamentos que comprou aqui e já lá está debaixo da terra.

Eu, de olhos esbugalhados e queixo caído, penso, num primeiro momento, "Ela está a brincar" e, num segundo momento, penso "Ela está a culpar os medicamentos pela morte do marido". Mesmo assim pergunto:

- Como?

E ela continua (sem emoção, sem uma lágrima, como se estivesse a falar de outra pessoa qualquer:

- Pois, tomou os medicamentos, jantou bem, dormiu umas horas e morreu.

E ela vai contando os pormenores, toda bem disposta. Nunca, quase 12 anos de profissão me contaram da morte de alguém desta maneira tão desprendida. Nem queria acreditar.

6 comentários:

Lúcia disse...

Isso é que era amor!
Coitada, a senhora se calhar ainda não estava a acreditar...

Jorge Freitas Soares disse...

Aposto que tinha ar de viúva alegre :-)

Pensa que podia ser pior, ela podia culpar-te por teres vendido os medicamentos que mataram o marido...

Jorge

teardrop disse...

Bem... só consigo mesmo dizer o mesmo que tu: surreal!

aespumadosdias disse...

Erpero que ela não leia este post.

aespumadosdias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Meio Cheio disse...

Só faltou agradecer, dar um murrinho no ombro e dois beijinhos. O terror --'
Boa semana

Também poderá gostar de

Related Posts with Thumbnails